Resumo 6#-História Sagrada-São João Bosco-Parte 2(Terceira Época)

 

[TERCEIRA ÉPOCA- Da vocação de Abraão até a saída dos hebreus do Egito,no ano 1448 a.C.]

 

[Capítulo  1]

Abraão e sua família preservavam a verdadeira religião,enquanto no mundo a idolatria se espalhava. Deus fez Abraão sair de Ur da caldeia até a terra de Canaã, e fez aliança com ele prometendo o país em que habitava e uma descendência numerosa ,de qual Abraão seria o pai,além da promessa do salvador.

Abraão  vai até a terra do Egito onde adquire ouro,prata e inúmeros rebanhos.Após o seu retorno ele entre em discussão com Lot por causa da divisão das pastagens.

Lot e sua família são feitos prisioneiros na guerra,Abraão no entanto vence os prisioneiros e os salvas,Melquisedeque vem ao seu encontro ofertando pão e vinho.

Após o fim da guerra Abraão voltou com sua família para Canaã.Um dia passou por sua casa três forasteiros,os quais ele fez entrar em sua casa e tratou-lhes com toda a hospitalidade.Ao se despedirem os forasteiros revelaram que eram na verdade anjos,e que voltariam no próximo ano e então ,Sara teria um filho.

 

Deus puniu Sodoma e Gomorra fazendo com que chovesse fogo e enxofre sobre as cidades,porém  poupou o justo Lot,enviando um anjo do Senhor a tempo para lhe avisar que deixasse a cidade.

Sua mulher no entanto contrariou a ordem do anjo e olhou para trás ,e por  sua desobediência foi transformada em uma estátua de sal.

 

[Capítulo  2]

Conforme prometido Abraão tem um filho o qual se chama Isaac.Deus,afim de provar a obediência de Abraão lhe dá a seguinte ordem: “Toma teu filho, teu único filho a quem tanto amas, Isaac; e vai à terra de Moriá, onde tu o oferecerás em holocausto sobre um dos montes que eu te indicar.”1
 

Abraão acompanhado de dois servos se coloca a caminho com o seu filho.Ele prepara tudo o que era necessário para o sacrifício,no entanto,quando estava prestes a sacrificar seu filho ,Deus diz a ele por meio do seu anjo: “Não estendas a tua mão contra o menino, e não lhe faças nada. Agora eu sei que temes a Deus, pois não me recusaste teu próprio filho, teu filho único.”2 Deus então provê a ele um cordeiro e este é sacrificado.

 

Pela obediência,Deus abençoa Abraão e renova as promessas feitas em Canaã.

Antes do fim da sua vida,Abraão quis garantir que seu filho encontra-se uma boa esposa entre seus parentes.Para essa missão incumbiu Eliezer seu servo.

Para ter certeza que encontrara a moça certa,Eliezer pediu um sinal de Deus:’’ “Senhor, disse ele, Deus de Abraão, meu senhor, fazei-me encontrar hoje o que desejo, e manifestar vossa bondade para com meu senhor Abraão… Eis-me aqui, de pé, junto desta fonte onde as filhas dos habitantes da cidade virão buscar água. 14.Portanto, a donzela a quem eu disser: Inclina o teu cântaro, por favor, para que eu beba –, e me responder: Bebe, e darei de beber também aos teus camelos –, essa seja a que destina ao vosso servo Isaac. Por isto conhecerei que manifestais vossa bondade para com meu senhor.”3

O servo fez a proposta e a moça aceitou prontamente.

       


Isaac e Rebeca tiveram dois filhos:Esaú o primogênito e Jacó,Abraão morreu alguns anos após o nasciento do seu segundo neto.

Isaac e sua família partiram de Canaã para gerara,onde dedicaram-se a agricultura,juntando muitas posses e colheitas abundantes,o que gerou discórdia com o rei Abimaleque que os mandou deixar a terra,partiram então para o deserto de Bersabéia,onde o senhor fez novamente as promessas que tinha feito anteriormente a Abraão.

 

 

[Capítulo  3]

Esaú ,Primogênito de Isaac se dedicava a caça,enquanto seu irmão Jacó dedicava-se a criação.

Um certo dia Esaú chega em casa com fome e troca o seu direito a primogenitura com seu irmão por um prato de lentilhas.

Rebeca arrumou o seu filho Jacó cobrindo-lhe o pescoço e as mãos ,afim de que se parece com Esaú e ganhasse as bênçãos de Isaac que estava já velho,fraco e enfermo.Ao descobrir isso,Esaú se irrita de tal modo com  seu irmão que chega a ameaça-lo com a morte.

Aconselhado pela mãe,Jacó deixa a cidade e vai se refugiar na casa do seu tio Labão.Durante a viagem,ao cair da noite,ele adormece ao relento e tem o seguinte sonho: ” via uma escada, que, apoiando-se na terra, tocava com o cimo o céu; e anjos de Deus subiam e desciam pela escada. No alto estava o Senhor,que lhe dizia: “Eu sou o Senhor, o Deus de Abraão, teu pai e o Deus de Isaac; darei a ti e à tua descendência a terra em que estás deitado. 14.Tua posteridade será tão numerosa como os grãos de poeira no solo; tu te estenderás, para o ocidente e para o oriente, para o norte e para o meio-dia, e todas as famílias da terra serão benditas em ti e em tua posteridade,Estou contigo, para te guardar onde quer que fores, e te reconduzirei a esta terra, e não te abandonarei sem ter cumprido o que te prometi.” 4Ao acordar,ele erigiu um altar e ungiu-lhe com óleo para consagra-lo ao senhor.

Jacó permaneceu muitos anos  na casa de Labão,servindo-o com dedicação e este em troca deu-lhe por esposa sua filha Raquel.ele havia adquirido riquezas enquanto estava lá.

Enfim  ele deixa a casa de seu tio,com toda a sua família e bens e parte para casa de seus pais na Cananéia.

Como Jacó parte as escondidas,Labão o persegue,alegando que ele havia roubado alguns dos seus ídolos,no fim descobriu-se que os ídolos estavam com Raquel,e eles se separaram pacificamente.

 

                      

Ao chegar ao limite do país de Canaã,Jacó manda um mensageiro anunciar a sua chegada,pois temia que seu irmão ainda o quisesse fazer mal.

Enquanto esperava a volta do mensageiro,apareceu um anjo em forma de homem,que lutou com ele até o nascer do dia.Jacó o vence e o anjo o abençoa e troca o seu nome para Israel.

 

O mensageiro retorna dizendo que Esaú estaria vindo ao seu encontro cheio de fúria,acompanhado por 400 homens,então Jáco manda  várias caravanas com rebanhos para dar-lhe de presente.

Quando Jacó finalmente encontra Esaú,este o recebe bem,grato pelas manifestações de amor de seu irmão.

 

 

[Capítulo  4]

Jacó teve 12 filhos (Rubem, Simeão, Levi, Judá, Issacar, Zambulon, Dan, Neftali , Gad,Asser,José e Benjamim).

José era virtuoso e fiel a seu pai.certa viu ser irmãos cometerem um ato mal,e além de não os acompanhar na iniquidade,relatou tudo a o pai,pois era justo.Isso gerou um grande ódio da parte dos irmãos.Jacó no entanto louvava o filho José ,dando-lhe presentes,entre eles uma túnica multicolorida.

José tem dois sonhos  e o relata a seus irmãos: “estávamos ligando feixes no campo, e eis que o meu feixe se levantou e se pôs de pé, enquanto os vossos o cercavam e se prostravam diante dele” e o segundo deles: “Tive, disse ele, ainda um sonho: o sol, a lua e onze estrelas prostravam-se diante de mim.’’5

                                                                       

Certo dia os irmãos de José foram ao longe levando rebanhos pelas pastagens e Jacó mandou que José fosse até eles e retorne trazendo noticias.

Os irmãos ao virem o irmão se aproximando,conspiraram conta a sua vida ,porém Rubem se opôs dizendo ser melhor atira-lo ao fundo de uma cisterna.

José já se encontrava no fundo da cisterna quando passavam por ali alguns mercadores de Madiã.Os irmão então vendem José como escravo por 20 moeda,e os mercadores partem para o Egito.

Para justificar ao pai o fato de retornarem sem o irmão ,eles mataram um cabrito e com o sangue tingiram a túnica de José e apresentaram-na ao pai.

                                                                      

Ao chegarem ao Egito os comerciantes vendem José a  Putifar. A mulher de putifar tentou-lhe a cometer um pecado de adultério,e como ele não consentiu,ela caluniou-o ao marido,que mandou-o jogar na prisão.

 

[Capítulo  5]

Na prisão,José caiu nas graças do carcereiro e em pouco tempo estava responsável pelo governo interno das prisões.

Aconteceu que passado pouco tempo,são encarcerados junto com ele o copeiro e o padeiro-mor.Estes tinham um sonho que ninguém sabia como decifrar.eles relataram os sonhos a José,que decifrou o significado.

Aconteceu que passado dois anos,o faraó  teve dois sonhos que nenhum dos seus interpretes conseguia decifrar.O copeiro então relatou o que se passou com ele na prisão,e o rei mandou que lhe trouxessem José para lhes explicar o seu sonho.

Eis os sonhos do faraó: “Em meu sonho, eu estava à margem do Nilo, 18.e eis que do Nilo saíram sete vacas gordas e belas, que se puseram a pastar a verdura. 19.E saíram em seguida sete outras vacas magras, feias e disformes, como jamais vi em todo o Egito. 20.As vacas magras e feias devoraram as sete primeiras, as gordas, 21.que entraram em seu ventre como se nada fossem, pois ficaram tão macilentas e feias como antes. Nesta altura despertei… “E tive outro sonho: vi elevar-se de uma mesma haste sete espigas cheias e belas. 23.Mas eis que sete outras espigas medíocres, finas e queimadas pelo vento do oriente, germinaram em seguida; 24.e as espigas magras engoliram as sete belas espigas. Em vão contei tudo isto aos mágicos; nenhum deles pôde dar-me a explicação.”6

Essa foi a resposta de José: “Haverá sete anos de grande abundância para todo o Egito. 30.Virão em seguida sete anos de miséria que farão esquecer toda a abundância no Egito. A fome devastará o país. 31.E a abundância do país não será mais notada, por causa da fome que se seguirá, porque será violenta. 32.Se o sonho se repetiu duas vezes ao faraó, é que a coisa está bem decretada da parte de Deus, que vai apressar-se em executá-la. 33.Agora, pois, escolha o rei um homem sábio e prudente para pô-lo à testa do país. 34.Nomeie também o faraó administradores no país, que recolham a quinta parte das colheitas do Egito, durante os sete anos de abundância.”6

O ocorrido fez com que José fosse exaltado pelo faraó,que lhe entregou o governo do Egito.Nos sete anos de fertilidade que se sucederam em seguida,José mandou recolher o quinto do que era produzido.Quando enfim chegou a carestia ele abriu os celeiros e deu pão aos habitantes do Egito e aos povos vizinhos.


Como a carestia tinha chegado a Canaã ,Jacó manda que seus filhos vão ao Egito em busca de mantimentos,permanecendo com ele somente benjamim.

 

[Capítulo  6]

Ao chegarem ao Egito,os filhos de Jacó se apresentaram a José,e não o reconheceram.Ele no entanto os havia reconhecido e lhes disse: “Vós sois espiões: viestes explorar os pontos fracos do país.” E os irmão responderam: “Não, meu senhor, responderam, teus servos vieram comprar víveres. 11.Somos todos filhos dum mesmo pai, somos gente honesta; teus servos não são espiões.” 7

Então José lhes respondeu que um deles vá e traga o irmão remanescente e os demais ficariam presos até a chegada dele.Porém como era justo,três dias depois mandou que os irmãos levassem o trigo para casa,mantendo somente Simeão como refém.

Os irmãos voltaram a Canaã levando os mantimentos. Chegando o tempo de retornar, Jacó resistiu que levassem seu filho benjamim, porém como o trigo já estava acabando e os irmãos não poderiam comparecer do vice-rei sem o irmão, por fim Jacó como pesar acaba concordando. 

Ao retornarem ao Egito,José recebe-os com um lauto banquete.Nesta ocasião ele pergunta aos irmao se o pai ainda vive.

Na manhã  seguinte José ordenou que se preparassem mantimentos,porém mandou que os empregados escondessem dinheiro e uma taça de prata entre as provisões.

José em seguida,manda o mordomo ao encalço para que o repreendessem pelo ‘’roubo’’.ele encontra os irmãos e diz: “Por que pagastes o bem com o mal? A taça que roubastes é aquela em que bebe o meu senhor e da qual se serve para suas adivinhações. Fizestes muito mal.”No que os irmão respondem: “Por que fala assim o meu senhor? Longe de teus servos a idéia de fazerem semelhante coisa! .Nós te trouxemos de Canaã o dinheiro que tínhamos encontrado na boca dos sacos. Por que, pois, haveríamos de roubar prata ou ouro na casa de teu senhor? .Que aquele dos teus servos com quem for encontrada a taça morra, e, ao mesmo tempo, nós nos tornemos escravos do meu senhor.” 8

Ao abrir os sacos verificou-se que a taça estava com benjamim,Judá então implora para ser levado como escravo no lugar do irmão.

Então ,eles retornam para casa de José,que diante de tamanha comoção se dá a conhecer pelos irmãos e manda que vão contar ao pai que ele estava vivo e que o trouxessem ele para o Egito.
[Capítulo  7]

Os irmãos de José deixam o Egito e vão ao encontro do pai.Ao chegar narram todo o ocorrido.Todos partem então para o Egito.Ao encontrar o filho Jacó exclamou: “Agora posso morrer, disse-lhe Israel, porque vi o teu rosto, e vives ainda!”9

O rei do Egito cedeu a terra de Gesen a Jacó e seus filhos,para que ali vivessem da criação de rebanhos.

Jacó viveu no Egito por 17 anos,ao ver que se aproximava a sua morte mandou chamar José com seus filhos Efraim e Manassés ,os abençoou e em seguida disse a José: “Quando eu me tiver deitado com meus pais, levar-me-ás para fora do Egito e me enterrarás junto deles em seu túmulo.”10

Assim morreu Jacó aos 147 anos de idade.O funeral de Jacó se deu na caverna de masfa ,o túmulo que Abraão tinha comprado para si e para sua família.

Após a morte de Jacó os irmão temeram que Jose fizesse alguma vingança pelo que os irmãos o fizeram.Os irmãos procuraram-lhe afim de pedir de desculpas,e ele disse que não havia o porque recear,pois ele os protegeria.

José morreu aos 110 anos,54 anos depois da partida de seu pai.
[Capítulo  8]

Jó era um homem muito justo,paciente e fiel a Deus.Era chefe de uma grande família com sete filhos e três filhas.Possuía muitos bois,ovelhas e camelos,além de servos e outras riquezas.

Deus porém quis prova-lo.Então permitiu que o demônio o afligisse a vontade,contanto que lhe preservasse a vida.

Então todo o tipo de desgraça lhe ocorreu: roubaram seus bois,camelos e ovelhas,mataram seus servos e um furacão arrasou a casa onde estava sua família.

Jó porém não se perturbou.O demônio irado cobriu-lhe o corpo com úlceras tão fétidas que nem seus próprios amigos e familiares o suportavam.

Como Jó permaneceu firme na adversidade,Deus teve piedade dele,e por fim restituiu-lhe o dobro dos bens perdidos.Jó viveu uma vida abundante e teve uma morte santa aos 210 anos de idade.
[Capítulo  9]
Os descendentes de Jacó cresceram em grande número e se dividiram em 12 tribos,cada uma delas levava o nome de um de seus filhos.

Neste período surge um faraó impiedoso ,que por temer que os hebreus se tornassem muito poderosos,obrigou-lhes a todo tipo de trabalho servil .A tirania foi tanta que culminou em uma ordem para que se matasse todos os varrões nascidos vivos hebreus por afogamento no rio.

Porém uma mulher hebraica quis salvar o seu filho.e para tal fez um cesto e botou o seu filho a boiar no rio Nilo,pensando que alguém poderia encontra-lo e o salvar.A filha do rei  encontra a criança e trata de arrumar uma ama hebreia para que o criasse.Quando o menino cresceu ela o adotou e deu-lhe o nome de Moises.

Quando adulto,Moises tinha grande prestígio na corte,porém abominava a opressão aos hebreus,tanto que certo dia ao ver um egípcio espancar um hebreu ,matou o egípcio e por isso teve que partir do Egito para evitar a ira do rei que procurava matar-lhe pelo crime.

Ele foge para Madiã ,sendo acolhido pelo sacerdote Jetro ,que lhe dá a filha por esposa.

Moises permanece 40 anos com Jetro pastoreando seu rebanho.Certo dia enquanto pastoreava,avistou uma tonceira de espinhos em chamas que  não se consumia.Ao se aproximar ouviu uma que disse: “Moisés, Moisés!” “Não te aproximes daqui. Tira as sandálias dos teus pés, porque o lugar em que te encontras é uma terra santa. 6.Eu sou, ajuntou ele, o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó”. Moisés escondeu o rosto, e não ousava olhar para Deus. 7.O Senhor disse: “Eu vi, eu vi a aflição de meu povo que está no Egito, e ouvi os seus clamores por causa de seus opressores. Sim, eu conheço seus sofrimentos. 8.E desci para livrá-lo da mão dos egípcios e para fazê-lo subir do Egito para uma terra fértil e espaçosa, uma terra que mana leite e mel, lá onde habitam os cananeus, os hiteus, os amorreus, os ferezeus, os heveus e os jebuseus. 9.Agora, eis que os clamores dos israelitas chegaram até mim, e vi a opressão que lhes fazem os egípcios. 10.Vai, eu te envio ao faraó para tirar do Egito os israelitas, meu povo.”11

 

[Capítulo  10]

Como Moises tinha dificuldades em falar,Deus lhe manda que encontre Arão para que falasse por ele.Arão prontamente o recebeu,pois Deus já o havia instruído sobre isso.

Eles então se reúnem com os anciãos de Israel e lhes reportam o que tinha dito o Senhor,além de fazer prodígios para que o povo acreditasse.

Moises e Arão se apresentam ao faraó e lhe falam nos seguintes termos: “Assim fala o Senhor, o Deus de Israel: deixa ir o meu povo, para que me faça uma festa no deserto.”12  e o faraó insensato respondeu: “Quem é esse Senhor, para que eu lhe deva obedecer, deixando partir Israel? Não conheço o Senhor, e não deixarei partir Israel”.” 12

O rei permaneceu com o coração endurecido apesar das palavras e dos prodígios realizados.Deus então feriu o Egito com 9 pragas,o rei prometia deixar o povo livre,mas ao cessar o tormento,descumpria a promessa.

A décima praga foi a morte dos primogênitos do Egito,Deus porém alertou o povo de Israel para que tomasse um cordeiro de 1 ano sem mancha e com seu sangue tingissem todas as portas,para que o anjo passasse direito pelos casas assinalada com o sangue.Moises então falou assim ao povo: : ‘Esta noite mandareis assar este cordeiro e o comereis com pão ázimo (sem fermento), em pé, com a cintura cingida, sandálias calçadas, e um cajado na mão, como quem está com pressa de partir. Mas ninguém ponha o pé fora de casa antes que amanheça, porque nesta noite o Anjo do Senhor ferirá os egípcios; onde vir os portais tintos de sangue, não entrará e passará além”.13

Então o anjo do Extermínio feriu de morte todo o primogênito,do filho do rei até o último escravo,também os primogênitos dos animais foram mortos.

O faraó mandou então chamar Arão e Moisés    e lhes disse para deixar o país urgentemente com todos os seus bens.Moisés então institui a páscoa em memória desse acontecimento.

 

 

 

 

 

 

 

Referências: 

 

1)http://www.bibliacatolica.com.br/busca/biblia-ave-maria/pentateuco/isaac
2)http://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/genesis/22/

3) http://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/genesis/24/

4) http://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/genesis/28/

5)  http://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/genesis/37/

6)  http://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/genesis/41/

7)  http://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/genesis/42/

8)  http://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/genesis/44/

9)http://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/genesis/46/
10)http://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/genesis/47/

11)http://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/exodo/3/

12)http://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/exodo/5/

13) São João Bosco, História Sagrada, Livraria Editora Salesiana. São Paulo, 1965. 14ª edição, pp.69 – 70.

 

 

 

 

Anúncios

Resumo 6#-História Sagrada-São João Bosco-Parte 1(Introdução-Primeira e segunda época)

sanjuanbosco11

 

[…] Resolvi compilar um curso de História Sagrada que encerrasse as mais importantes narrações dos livros santos e se pudesse apresentar a qualquer jovem, sem perigo de nele despertar ideias menos oportunas. Para me desempenhar desse encargo, narrei a alguns jovens de diversas condições todos os fatos principais da Sagrada Bíblia, um por um, observando atentamente que impressão e que efeitos produziam neles essas narrações […]

São João Bosco

A História Sagrada de Dom Bosco está dividida em sete períodos:

Primeira Época

Da criação do mundo até o dilúvio

Segunda Época

Do dilúvio até à vocação de Abraão ano 2093 a.C.

Terceira Época

Da vocação de Abraão, no ano de 2093 a.C.,  até à saída dos Hebreus do Egito, no ano de 1448 a.C. (compreende 645 anos)

Quarta Época

Da saída do povo Hebreu do Egito, ano 1448 a.C. até à fundação do Templo de Salomão, ano 968 a.C. (compreende 480 anos)

Quinta Época

Da fundação do Templo de Salomão, ano 968 a.C. até o cativeiro dos Hebreus em Babilônia no ano de 587 a.C.

Sexta Época

Da total transferência dos Hebreus para Babilônia, ano de 587 a.C. até Jesus Cristo

Novo Testamento

Sétima Época

Do nascimento de Jesus Cristo, pelo ano 747 da fundação de Roma até a destruição de Jerusalém, no ano 70 de Jesus Cristo

 

Obs:este texto foi retirado integralmente do alexandria católica(http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/2012/08/para-catequese.html).Lá você pode encontra a integra do livro para download.

 

[Noções preliminares]

Essa pequena introdução apresenta as definições de historia sagrada e de sagrada escritura,bem  como a divisão da historia sagrada em 7 épocas.

Alem disso apresenta ao leitor quais foram os autores das sagradas escrituras e as provas de que os escritos sagrados foram de fato inspirados por Deus.

[PRIMEIRA ÉPOCA- Da criação do mundo até o dilúvio]

[Capítulo  1]

A criação do mundo por Deus a partir do nada em 6 dias,culminando com a criação do homem ,a mais perfeita das criaturas visíveis no sexto dia.

Adão,o primeiro homem,foi colocado por deus no paraíso terrestre , onde abundavam varias espécies de frutas sem a necessidade de cultivo.Deus concedeu a adão nomear todos os animais.

Por fim,Deus quis dar uma companheira a Adão ,Eva,a mãe dos viventes,formada a partir de sua costela.

Deus havia formado também anjos,seres de puro espírito que o serviam junto a seu trono.No entanto alguns destes se rebelaram e pecaram por quererem ser iguais a Deus,portanto foram expulsos do paraíso e condenados ao inferno.

[Capítulo  2]

O demônio, que tinha sido expulso do paraíso, desejava impedir, por inveja, que o homem pudesse gozar a felicidade (eterna) que ele perdera. Para tal, tomou a forma de uma serpente e tentou Eva para que ela comesse o fruto e levar a Adão para que ele também comesse. Após eles terem comido do fruto, perceberam-se nus e cheios de confusão.por esse pecado foram expulsos do paraíso.

Este é o pecado original, transmitido de Adão a todos os seus filhos. É a origem de todos os males que afligem o corpo e a alma.

[Capítulo  3]

Adão e Eva tiveram dois filhos: Caim, era agricultor e Abel,que pastor.Deus aceitou os sacrifícios de Abel e rejeitou os de Caim.Este,por inveja matou o seu irmão e foi punido a andar errante e sem poder encontrar e encontrar refúgio.

Caim deixou descendentes,alguns foram celebres como  Jubal(inventou a música),Tubalcaim(descobriu o modo de fundir o ferro) e noêmia  (fiação de lã e tecelagem).

Adão e eva tiveram mais um filho(Set) alem de outros filhos.Levaram uma vida penitente e tiveram uma morte santa.

[Capítulo  4]

Set foi um homem bom e deixou uma numerosa descendência,entre eles destacam-se:

Hénos:O primeiro a realizar um culto externo a Deus.

Henoque:Transladado milagrosamente do convívio dos homens.

Matusalém:Conhecido por ser o homem com vida mais longa.

 

No entanto,a descendência de Set se misturou com a de Caim,gerando gigantes monstruosos que encheram a terra de vícios e crimes.

Noé e sua família no entanto permaneceram fieis no meio da depravação universal, e econtraram graças diante de Deus,que os ordenou quem construíssem a arca durante 120 anos e mandou que Noé lhes pregassem a justiça para que se arrependessem .

 

[SEGUNDA ÉPOCA- Do dilúvio até a vocação de Abraão –ano 2093 a.C. ]

 

[Capítulo  1]

Como os homens continuavam no vício,Noé entrou com sua família na arca,levando um casal de cada espécie de animais impuros e sete casais de animais limpos.O dilúvio ocorreu por 40 dias consecutivos e mais varias noites.A arca navegou 150 dias após o fim do dilúvio.

Noé agradeceu ao Senhor com um holocausto,e Deus em sinal de complacência faz surgir um arco-íris,estabelecendo uma aliança com o gênero humano.

[Capítulo  2]

Os filhos de Sem,Cam e Jafete cresceram em número e precisavam dividir-se.Antes porém,quiseram se reunir para construir uma torre que toca-se o céu na região de senaar,para sua eterna memória.

Deus,entretanto,frustrou os seus planos  e para castigar sua soberba confundiu-lhes as línguas.Os Descendentes de  Noé não se entendiam mais e migraram cada qual para um local. Jafete ficou na Europa e Ásia menor,Cam na áfrica,palestina e fenícia  e Sem na Ásia do lado oriente.