Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 5)

 

 

  1. A alocução ou sentença é um som com significado, na qual as partes isoladas possuem significado, mas não apresentam julgamento quanto ao verdadeiro e ao falso.

 

Ex:

A palavra ‘’homem ‘’ tem significado, mas tomada isoladamente não é verdadeira nem falsa. Se separarmos esta palavra, as partes não terão significado. Somente as palavras compostas têm as partes significativas com relação ao todo.

 

Toda alocução possui significado convencional, mas nem toda alocução é uma proposição.

Ex:

Uma súplica é uma alocução, mas não é proposição, pois não é verdadeira ou falsa.

Bibliografia

[1]ARISTOTELES. Organon, v. 1 (Trad. Pinharanda Gomes). 1ª edição.Lisboa:Guimarães editores LTDA,1985

[2] Aristotle, Johann Theophilus ; Buhle, & Bipontina, Societas (1791). _[Aristoteles] Aristotelis Opera Omnia Graece_. Ex Typographia Societatis.
 
[3] Authors/Aristotle/Perihermenias.”  - The Logic Museum, 2017, www.logicmus

 

POSTS RELACIONADOS

Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 1)

Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 2)

Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 3)

Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 4)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s