Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 12)

Categorias

11.

Proposições não unas

As proposições (afirmativas ou negativas) não são unas se:

a) Afirmam/negam uma coisa de muitos sujeitos de modo a não formar uma unidade.

b) Afirmam/negam várias coisas de um único sujeito de modo a não formar significado uno.

Portanto, não são unas as coisas que significadas por uma palavra, não formam unidade.

Ex: O homem é animal, bípede e doméstico. Os três predicados convergem,formando unidade.

Por outro lado ,os predicados ‘’branco’’ ,’’o homem’’ e ‘’andar’’ não formam unidade.

Combinações de predicados

Quanto às combinações,os predicados se dividem em duas categorias:

a) Predicados separados que podem se unir para formar um único predicado

Ex: ‘’O homem é um animal’’ e ‘’O homem é bípede’’ podem unir-se, formando’’ O homem é um animal bípede’’.

b) Predicados separados que NÃO podem se unir para formar um único predicado.

Ex: ‘’O homem é bom’’ e ‘’O homem é sapateiro’’ não forma ‘’O homem é um bom sapateiro’’.

 

1) Não podem ser combinados de modo a formar unidade:
a) Predicados e termos acidentais

Ex: ‘’Branco’’ e ‘’Músico’’ não formam unidade, pois pertencem só acidentalmente ao sujeito.

b) Predicados mutuamente implícitos

Ex: ‘’Homem’’ não se combina com ‘’homem-animal’’ ,pois animal já está implícito em homem.

 

2) É possível predicar um predicado simples de um sujeito em particular.

 

Ex:’’Um homem é homem’’ ou ‘’O homem branco é homem branco’’.

No entanto, isso não é valido se no termo há algum oposto que envolva contradição:

Ex:’’Um homem morto é homem’’.

 

Bibliografia

[1]ARISTOTELES. Organon, v. 1 (Trad. Pinharanda Gomes). 1ª edição.Lisboa:Guimarães editores LTDA,1985

[2] Aristotle, Johann Theophilus ; Buhle, & Bipontina, Societas (1791). _[Aristoteles] Aristotelis Opera Omnia Graece_. Ex Typographia Societatis.
 
[3] Authors/Aristotle/Perihermenias.”  - The Logic Museum, 2017, www.logicmus

 

 

POSTS RELACIONADOS

Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 1)

Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 2)

Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 3)

Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 4)

Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 5)

Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 6)

Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 7)

Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 8)

Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 9)

Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 10)

Resumo #11-Perihermenias/De interpretatione- Aristóteles (Parte 11)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s