Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 17)

 

 

 

DO QUE É COMUM AO PRÓPRIO E O ACIDENTE

 

1.É comum ao próprio e ao acidente inseparável que não subsistam sem aquilo em que são contemplados.

Ex: O homem não subsiste sem risibilidade. O etíope não subsiste sem o preto.

2. A propriedade esta presente em todos e sempre, do mesmo modo que o acidente.

 

DA DIFERENÇA ENTRE O PRÓPRIO E O ACIDENTE

 

1.A propriedade esta presente em uma única espécie,mas o acidente inseparável está presente em várias.

Ex:O risível esta somente no homem,mas a cor negra está no etíope,no corvo,no carvão,etc.

2. A propriedade é predica reciprocamente,mas não o acidente inseparável .

3. A participação do próprio é igual,a do acidente comporta mais ou menos.

 

 

Bibliografia

[1]  PAIVA, G. B. V. de . Tradução do texto grego de: PORPHYRIUS, Isagoge. Ed. Busse, 1887

[2] ARISTOTLE, & PACE, G. (1967). Aristotlelous Organon = Aristotelis Stagiritae peripateticorum principis organum : hoc est, libri omnes ad Logicam pertinentes, Graece et Latine. Frankfurt/Main, Minerva

[3] Authors/Porphyry/isagoge/parallel

http://www.logicmuseum.com/wiki/Authors/Porphyry/isagoge/parallel

Online, 19/01/2019 às 15:46

[4] Authors/Porphyry/isagoge/

http://www.logicmuseum.com/wiki/Authors/Porphyry/isagoge

Online, 29/01/2019 às 15:49 


POSTS RELACIONADOS 

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 1)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 2)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 3)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 4)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 5)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 6)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 7)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 8)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 9)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 10)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 11)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 12)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 13)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 14)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 15)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 16)

Anúncios

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 15)

 

DO QUE É COMUM A ESPÉCIE E O PRÓPRIO

 

1.É comum a espécie e a propriedade se predicarem um do outro.

Ex:Se algo é homem,é risível;se for risível,é homem.

2. As espécies e propriedades também estão igualmente nos seus participantes.

 

DA DIFERENÇA ENTRE A ESPÉCIE E O PRÓPRIO

  1. A espécie pode ser gênero de outras coisas,enquanto a propriedade não pode ser o próprio de outras coisas.

       2.  A espécie subsiste antes da propriedade,o próprio é gerado depois da espécie.

        Ex: Deve haver homem,para que este seja risível.

        3. A espécie está sempre em ato com relação a seu sujeito,enquanto a propriedade              pode estar em potência.

         Ex: Sócrates é sempre homem,mas não é necessário que ria sempre,embora sempre            esteja apto a rir.

      4. Coisas com definição diferentes,são necessariamente diferentes.A definição da               espécie diz que esta sob o gênero,sendo predicada de muitas,diferindo em numero no        que uma coisa é.

       A definição de propriedade afirma que ela está em um somente,em todo individuo e         sempre.

 

 

Bibliografia

[1]  PAIVA, G. B. V. de . Tradução do texto grego de: PORPHYRIUS, Isagoge. Ed. Busse, 1887

[2] ARISTOTLE, & PACE, G. (1967). Aristotlelous Organon = Aristotelis Stagiritae peripateticorum principis organum : hoc est, libri omnes ad Logicam pertinentes, Graece et Latine. Frankfurt/Main, Minerva

[3] Authors/Porphyry/isagoge/parallel

http://www.logicmuseum.com/wiki/Authors/Porphyry/isagoge/parallel

Online, 19/01/2019 às 15:46

[4] Authors/Porphyry/isagoge/

http://www.logicmuseum.com/wiki/Authors/Porphyry/isagoge

Online, 29/01/2019 às 15:49 


POSTS RELACIONADOS 

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 1)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 2)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 3)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 4)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 5)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 6)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 7)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 8)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 9)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 10)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 11)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 12)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 13)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 14)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 14)

 

 

DO QUE É COMUM A DIFERENÇA E AO ACIDENTE

Tanto as diferenças, quanto o acidente, são ditos de muitos e de modo comum aos acidentes inseparáveis, estando sempre presentes e em todos.

Ex: O bípede está sempre ao homem,e a negritude a todos os corvos.

DA DIFERENÇA ENTRE DIFERENÇA E ACIDENTE

  1. A diferença compreende mas não é compreendida pelas espécies,mas os acidentes compreendem,visto que estão em muitos,e alem disso são compreendidos,dado que seus sujeitos podem receber diversos acidentes.
  2. As diferenças não admitem intenção e remissão,enquanto os acidentes aceitam o mais e o menos.
  3. Os acidentes contrários podem as vezes ser misturados,as diferenças contrárias não podem nunca serem misturadas.

 

Bibliografia

[1]  PAIVA, G. B. V. de . Tradução do texto grego de: PORPHYRIUS, Isagoge. Ed. Busse, 1887

[2] ARISTOTLE, & PACE, G. (1967). Aristotlelous Organon = Aristotelis Stagiritae peripateticorum principis organum : hoc est, libri omnes ad Logicam pertinentes, Graece et Latine. Frankfurt/Main, Minerva

[3] Authors/Porphyry/isagoge/parallel

http://www.logicmuseum.com/wiki/Authors/Porphyry/isagoge/parallel

Online, 19/01/2019 às 15:46

[4] Authors/Porphyry/isagoge/

http://www.logicmuseum.com/wiki/Authors/Porphyry/isagoge

Online, 29/01/2019 às 15:49 


POSTS RELACIONADOS 

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 1)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 2)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 3)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 4)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 5)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 6)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 7)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 8)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 9)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 10)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 11)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 12)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 13)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 13)

 

DO QUE É COMUM A DIFERENÇA E AO PRÓPRIO

 

A diferença e o próprio tem em comum o fato de serem partilhadas ou participadas igualmente pelos seus participantes.

Ex: Os racionais são todos igualmente racionais,e os capazes de rir,igualmente capazes de rir.

 

DA DIFERENÇA ENTRE DIFERENÇA E PRÓPRIO

 

1.A diferença é frequentemente predicada de várias espécies, mas o próprio é predicado somente da espécie da qual é próprio.

2. As diferenças seguem as coisas das quais é diferença de um modo não recíproco.Já os próprios,se predicam reciprocamente.

 

Bibliografia

[1]  PAIVA, G. B. V. de . Tradução do texto grego de: PORPHYRIUS, Isagoge. Ed. Busse, 1887

[2] ARISTOTLE, & PACE, G. (1967). Aristotlelous Organon = Aristotelis Stagiritae peripateticorum principis organum : hoc est, libri omnes ad Logicam pertinentes, Graece et Latine. Frankfurt/Main, Minerva

[3] Authors/Porphyry/isagoge/parallel

http://www.logicmuseum.com/wiki/Authors/Porphyry/isagoge/parallel

Online, 19/01/2019 às 15:46

[4] Authors/Porphyry/isagoge/

http://www.logicmuseum.com/wiki/Authors/Porphyry/isagoge

Online, 29/01/2019 às 15:49 


POSTS RELACIONADOS 

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 1)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 2)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 3)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 4)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 5)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 6)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 7)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 8)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 9)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 10)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 11)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 12)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 12)

 

 

DO QUE É COMUM A DIFERENÇA E A ESPÉCIE

  1.A diferença e a espécie são igualmente participadas.

Ex: O homem racional participa de homem (espécie ) e de racional (diferença).

 2. Tanto a diferença,quanto a espécie estão sempre presentes nos seus participantes.

 Ex: Sócrates é sempre homem e sempre racional.

DA DIFERENÇA ENTRE DIFERENÇA E ESPÉCIE

 1. A diferença se predica do como é,enquanto a espécie se predica naquilo que algo é.

2. A diferença pode estar presente em várias espécies,enquanto a espécie está presente somente nos indivíduos sob si.

3. A diferença é anterior as espécies.

 Ex: Suprimindo o racional, suprime-se o homem, sendo suprimido o homem,não se suprime o racional,já que há Deus.

4. A diferença se une a outras diferenças,enquanto a espécie não se une a outras espécies de um modo que produza novas espécies.

Ex:O racional e o mortal se unem no homem.Quanto a espécie,é possível que um cavalo individual se uma a um asno individual,gerando assim uma mula.Mas não decorre daí que a espécie cavalo se uma com a espécie asno para produzir a espécie mula.

Bibliografia

[1]  PAIVA, G. B. V. de . Tradução do texto grego de: PORPHYRIUS, Isagoge. Ed. Busse, 1887

[2] ARISTOTLE, & PACE, G. (1967). Aristotlelous Organon = Aristotelis Stagiritae peripateticorum principis organum : hoc est, libri omnes ad Logicam pertinentes, Graece et Latine. Frankfurt/Main, Minerva

[3] Authors/Porphyry/isagoge/parallel

http://www.logicmuseum.com/wiki/Authors/Porphyry/isagoge/parallel

Online, 19/01/2019 às 15:46

[4] Authors/Porphyry/isagoge/

http://www.logicmuseum.com/wiki/Authors/Porphyry/isagoge

Online, 29/01/2019 às 15:49 


POSTS RELACIONADOS 

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 1)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 2)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 3)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 4)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 5)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 6)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 7)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 8)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 9)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 10)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 11)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 10)

 

DO QUE É COMUM AO GÊNERO E AO PRÓPRIO

1.Tanto o gênero,quanto a propriedade seguem as espécies .

Ex: O Homem é animal,e se é homem,é capaz de rir.

2. Do mesmo modo,estes ambos se predicam dos indivíduos.

Ex: Homem e boi são animais.Pedro e João possuem a capacidade de rir.

3. O gênero deve ser predicado univocamente de sua espécie,e o próprio deve se predicar univocamente daquilo do qual é próprio.

 

DA DIFERENÇA ENTRE GÊNERO E O PRÓPRIO 

1.O gênero é anterior,e o próprio posterior.

Ex: Primeiramente é necessário ser animal,para depois ser racional.

2. O gênero é predicado em conformidade a muitas espécies,enquanto o próprio só se predica da espécie do qual é próprio.

3. O próprio é predicado reciprocamente,diferentemente do gênero.

Ex:Por ser animal,não decorre daí que seja homem,nem de ser animal decorre a capacidade de rir e vice-versa.

4. O próprio é inerente a toda espécie do qual é próprio,e pertence somente a ela e em todo tempo.O gênero é inerente a toda espécie,sempre,mais não apenas dela.

5. Os próprios subvertidos não subvertem os gêneros,estes,por sua vez,quando são subvertidos,subvertem as espécies dos quais são próprios,e sendo subvertido aquilo do qual ele é próprio,estes também são subvertidos .

 

Bibliografia

[1]  PAIVA, G. B. V. de . Tradução do texto grego de: PORPHYRIUS, Isagoge. Ed. Busse, 1887

[2] ARISTOTLE, & PACE, G. (1967). Aristotlelous Organon = Aristotelis Stagiritae peripateticorum principis organum : hoc est, libri omnes ad Logicam pertinentes, Graece et Latine. Frankfurt/Main, Minerva

[3] Authors/Porphyry/isagoge/parallel

http://www.logicmuseum.com/wiki/Authors/Porphyry/isagoge/parallel

Online, 19/01/2019 às 15:46

[4] Authors/Porphyry/isagoge/

http://www.logicmuseum.com/wiki/Authors/Porphyry/isagoge

Online, 29/01/2019 às 15:49 


POSTS RELACIONADOS 

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 1)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 2)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 3)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 4)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 5)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 6)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 7)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 8)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 9)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 9)

 

 

 

DO QUE É COMUM AO GÊNERO E A ESPÉCIE

 

O gênero e a espécie tem em comum serem predicados de muitos e o fato de serem ambos anteriores aos seus predicados.

 

DA DIFERENÇA ENTRE GÊNERO E A ESPÉCIE

 

  1. Os gêneros compreendem as espécies,estas são compreendidas pelos gêneros,mais não compreendem os gêneros.

 

 2. Os gêneros, por sua natureza, são anteriores as espécies.

 

 3. Os gêneros subvertem as espécies e não são por elas subvertidas.

 

4. Os gêneros excedem as espécies por conte-las sob si,mas as espécies excedem os   gêneros em suas diferenças próprias.

 

5. A espécie nunca pode se tornar um generalíssimo,nem o gênero se tornar uma especialíssima.

 

 

Bibliografia

[1]  PAIVA, G. B. V. de . Tradução do texto grego de: PORPHYRIUS, Isagoge. Ed. Busse, 1887

[2] ARISTOTLE, & PACE, G. (1967). Aristotlelous Organon = Aristotelis Stagiritae peripateticorum principis organum : hoc est, libri omnes ad Logicam pertinentes, Graece et Latine. Frankfurt/Main, Minerva

[3] Authors/Porphyry/isagoge/parallel

http://www.logicmuseum.com/wiki/Authors/Porphyry/isagoge/parallel

Online, 19/01/2019 às 15:46

[4] Authors/Porphyry/isagoge/

http://www.logicmuseum.com/wiki/Authors/Porphyry/isagoge

Online, 29/01/2019 às 15:49

 

POSTS RELACIONADOS 

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 1)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 2)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 3)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 4)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 5)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 6)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 7)

Resumo #10-Isagoge-Porfírio(Parte 8)